diluindo a confusão no ondular

Valor

O verdadeiro valor ou felicidade nas nossas vidas é medido no nosso inconsciente pelo seguinte:
Amor, amizade, honra, coragem, gratidão, esperança, Verdade.

Estas sabem melhor, são reais e verdadeiras quando pagas com sacrifício e dedicação e lealdade.

Este é o verdadeiro valor que segue connosco na próxima viagem.

O resto fica.


Evolução

"Não é o mais forte que sobrevive,
nem o mais inteligente
mas o que melhor se adapta à Mudança"


A partir do momento em que a humanidade iniciou um processo de distanciamento da selecção natural, uma pequena parte, os mais privilegiados, fortes e inteligentes, passaram a procurar além de uma mera sobrevivência, para passarem também a moldar o seu meio-ambiente. Surge então o sedentarismo, passamos a armazenar alimentos, construir habitações, distribuir tarefas, dividir, organizar, surge a autoridade: os mais fortes, inteligentes e privilegiados. Esta minoria passa a ditar as normas, a moldar a nossa linguagem, forma de pensar, a nossa consciência. O resultado deste processo podemos vê-lo todos os dias nas nossas vidas.

Para podermos reconquistar um pouco da nossa integridade colectiva, uma redenção da alma humana, precisamos de uma capacidade individual e coletiva de recondicionamento, reconstrução, de desaprender o que foi aprendido. E para isto, a meu ver, precisamos de ser tão ou mais fortes e inteligentes que a minoria que nos colocou na situação em que estamos. Precisamos da capacidade de sermos vulneráveis e verdadeiros com nós mesmos e uns com os outros e de uma resiliência que nos permita navegar o desconforto e dor que advém de escolhermos este caminho. 

Mudança vem, para mal ou pior. Precisamos muito mais do que uma adaptação a uma mudança futura que a meu ver parece ser bastante sinistra e que seria não uma escolha nossa mas uma imposição. Precisamos de reconquistar a capacidade de causarmos nós a mudança para um processo que nos leve a um futuro sustentável e em equilíbrio com a nossa condição.

Igualmente importante: precisamos de sabedoria e clareza para distinguir entre o que deve ser mudado e o que não pode mudar, individualmente e colectivamente. Aqui entra a adaptação, aceitação. Apenas a minha perspectiva.

Um caminho

"Se descobrires na vida humana algo melhor do que justiça, verdade, auto-controlo, coragem - em suma, algo melhor do que a auto-suficiência da tua própria mente que te impele a agir de acordo com a verdadeira razão e aceita a herança do destino em toda a parte exterior ao seu controlo: se, como eu digo, conseguires ver algo melhor do que isto, então entrega-te a esse bem que encontraste com todo o teu coração e desfruta dele. 
Mas se nada se mostrar melhor do que o próprio deus que vive em ti, e que trouxe os teus impulsos sob o seu controlo, que examina os teus pensamentos, que se tenha retirado em si, como Sócrates costumava dizer, de todos os incentivos dos sentidos, que se subordinou aos deuses e cuida do homem - se tudo em comparação com isto te parecer pequeno e insignificante, então não dês nenhum espaço para qualquer outra coisa: uma vez virado e inclinado a qualquer outra alternativa, vais posteriormente lutar para restaurar a primazia desse bem que é teu e apenas teu. 
Não é correcto que [este bem] deva ser rivalizado por qualquer coisa de uma ordem diferente, como por exemplo, elogios, poder, riqueza, prazer. Todas estas coisas podem parecer adequadas por algum tempo, mas de súbito poderão assumir o controle e [prender-te]. Então repito: deves simplesmente e livremente escolher o melhor e manteres-te [nesse caminho]. 'Mas o melhor é o que traz benefício'. Se para o teu benefício como um ser racional, adopta-a; mas, se simplesmente para o teu benefício como um animal, rejeita-a (...)."
Marcus Aurelios - Meditações: livro três, 6

O Obstáculo é o Caminho

Simplificando e indo à raiz das coisas podemos compreender o que antes nos parecia confuso.

O cérebro humano é, segundo o que sabemos, a estrutura mais complexa no nosso Universo conhecido. Logo o comportamento humano é igualmente dos mais complexos padrões existentes.

Somos especialistas em complexidade e paradoxos.